Vivendo e aprendendo...



Estou a 4 dias lendo o blog dos irmãos Gabriel Bá e Fábio Moon. Estou descobrindo agora o trabalho destes dois talentos brasileiros que conseguiram um lugar ao sol no mercado independente dos quadrinhos internacionais.
Além de desenharem bem, eles escrevem bem, por isto peguei este post escrito pelo Fábio Moon
que achei bem interessante para ler e reler:

"Trabalho chama trabalho.

Se você quer fazer quadrinhos, faça quadrinhos. Eu sei que soa redundante, mas não é.

Todo mundo precisa começar de algum lugar e, provavelmente, esse lugar não será a editora que te paga bem pelo trabalho dos seus sonhos. Não é impossível conseguir o trabalho dos seus sonhos, mas a distância entre o nada e o sonho é grande e não pode ser atravessada em um salto.

Se você nunca fez quadrinhos antes, a primeira coisa que você precisa fazer é uma história curta, de no máximo 10 páginas (máximo mesmo, pode ser com 4, 3 ou mesmo 2 páginas), para ver se você gosta do resultado. Depois, precisa mostrar essa história para outras pessoas, tanto para os fãs de quadrinhos como para os outros que nunca leram um gibi na vida. O retorno do "público" é essencial para que você veja o que não funciona ainda no seu trabalho, o que está ruim.

Provavelmente, essa primeira história que você fez não te trará nenhum dinheiro, pois você fez para você mesmo, por conta.

Provavelmente, você fará muitas outras histórias por conta na vida.

Por quê?

Porque antes de ganhar dinheiro fazendo quadrinhos, você precisa querer fazer quadrinhos.

Quem vai à faculdade para aprender uma profissão tem gastos, mesmo em faculdades públicas. Ninguém ganha para aprender.

Sendo assim, esteja preparado para não ganhar dinheiro enquanto você faz todas as histórias necessárias para que você aprenda a fazer quadrinhos.

Um dia, você vai olhar para trás e lá estarão todas as páginas que você desenhou, todas as histórias que você contou. Se você desenhar sempre, você terá contado muitas histórias e, assim, vai ficar mais fácil contar as próximas.

Você aprende a cada trabalho.

As pessoas tomam gosto a cada trabalho.

Você tem mais idéias a cada trabalho.

Os editores te conhecem mais (e conhecem mais o seu estilo) a cada trabalho.

Eventualmente, você vai começar a receber propostas.

Por quê?

Porque você sempre trabalhou e trabalho chama trabalho."

;)


Um comentário:

Cristiane Martins disse...

Muito legal seu jeito de pensar.
É bem por aí.

MEGATALENTS